Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Falsos gigantes...

Vimos ali gigantes. (Num 13:33)



Sim, eles viram gigantes, mas Josué e Calebe viram a Deus! Os que duvidam dizem: “Não poderemos subir”. Os que crêem dizem: “Subamos e possuamos a terra, porque certamente prevaleceremos contra ela”.
Os gigantes representam, para nós, as grandes dificuldades; e os gigantes estão à espreita em toda parte. Estão na família, na igreja, na vida social, e até em nosso próprio coração; ou nós os vencemos, ou eles nos devorarão, como disseram aqueles homens a respeito dos gigantes de Canaã.
Disseram os homens de fé: “Como pão os podemos devorar”. Em outras palavras: vencendo-os, ficaremos mais fortes do que se não houvesse gigantes para vencer.
Portanto, se não possuirmos a fé vitoriosa, seremos devorados, consumidos pelos gigantes que há em nosso caminho. Tenhamos o mesmo espírito de fé que havia em Josué e Calebe; vejamos Deus; Ele tomará conta das dificuldades.
É quando nos encontramos no caminho do DEVER que surgem os GIGANTES. Quando Israel AVANÇOU, apareceram os gigantes. Quando eles voltarm para o deserto, não encontraram nenhum.
Há uma idéia muito comum de que o poder de Deus na vida humana deve erguê-la acima das dificuldades e dos conflitos. O fato, porém, é que o poder de Deus sempre traz um conflito e combate. É de se pensar que em sua viagem missionária a Roma Paulo estivesse, por alguma poderosa manifestação de Deus, livre das tempestades e dos inimigos. Mas, ao contrário, sua viagem foi uma luta dura e longa contra as perseguições dos judeus, contra violentos temporais, contra víboras e todos os poderes da terra e do inferno, e quando foi salvo, foi salvo nadando até à ilha de Malta, segurando-se nos destroços do navio; por pouco não teve o mar por sepultura.
Era isto próprio de um Deus todo poderoso? Sim, exatamente. E Paulo nos diz que, quando colocou o Senhor Jesus Cristo como a vida de seu corpo, veio-lhe imediatamente um grave conflito; aliás, um conflito que nunca terminou, uma pressão que foi persistente, mas da qual ele sempre saiu vitorioso pela força de Jesus Cristo.
A linguagem que ele descreve isso é a mais eloqüente. “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desesperados; perseguidos, mas não abandonados; derribados, mas não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo.”
Que luta incessante! É impossível expressarmos em nossa língua a força das expressões do texto no original. Há ali cinco figuras seguidas. Na primeira é a idéia de inimigos cercando-o de todos os lados; entretanto não o podiam esmagar porque os exércitos celestiais os mantinham a uma distância razoável para que ele se livrasse. A tradução literal poderia ser: “Somos apertados de todos os lados, mas não esmagados.”
A segunda figura é a de alguém cujo caminho parece totalmente fechado e que, no entanto, avança; há luz suficiente para mostrar-lhe o próximo passo.
A terceira figura é a de um inimigo a persegui-lo ferozmente, mas ele não está só: o Divino defensor está ao seu lado.
A quarta figura é ainda mais vívida e dramática. O inimigo o alcançou, feriu e derrubou. Mas não foi um golpe fatal: ele é capaz de levantar-se novamente. A tradução poderia ser: “derrubado, mas não derrotado.”
A quinta figura vai mais além, e agora parece ser a própria morte: “Levando sempre no corpo o morrer de Jesus”. Mas a vida de Jesus vem em seu auxílio, e ele vive na vida de Cristo, até completar o seu trabalho na terra.

Sim, lugares difíceis são a própria escola da fé e do caráter.

(Mananciais no deserto – Lettie Cowman)

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Lei da Semeadura








Nunca, ao longo de toda história, alguém ousou dizer que em algum lugar deste planeta alguém tenha semeado laranja e colhido morangos. É impossível colher algo diverso daquilo que se plantou.
Já ouvi contar, em uma belíssima história de fé e milagres, a história de um fazendeiro que plantou batatas e mesmo que não tenha chovido no tempo certo, houve o milagre da colheita – farta e próspera. Esta é a história do filme “o fazendeiro e Deus”. Mas tem um detalhe imprescindível que não pode passar despercebido: ele SEMEOU BATATAS e COLHEU BATATAS. Deus abençoou sua colheita. As sementes foram milagrosamente germinadas e multiplicadas. Mas se colheu EXATAMENTE o que se plantou.
Em nossas vidas não há diferença alguma.
O que semeamos é exatamente o que iremos colher. Pode-se mudar a proporção da colheita mas os frutos... Ah, estes não mudarão JAMAIS!
O que você tem semeado por aí?
Discórdia? Ódio? Separação? Destruição? Mentiras? Tem deixado de pagar as suas dívidas? Tem sido falso com alguém? Tem sido injusto? Tem estendido a mão para o teu próximo? Tem sido fiel? Tem honrado seus pais? Tem respeitado sua esposa? Tem sido um homem de palavra? Será que as pessoas podem considerar o que você diz por aí? Ou será que você vem vivendo em um mundo de ilusões – onde só você acredita em você mesmo?
Cai na real!
Não há nada que possa mudar a lei da semeadura.
Talvez você mesmo nem faça a ligação dos fatos mas hoje você enfrenta este ou aquele problema porque no passado você semeou péssimas sementes.
Reflita...
Quase sempre o devora dor começa a devolver nossas sementes tocando na vida financeira. E daí em diante perde-se o controle... TUDO desanda, sai dos eixos, desgoverna...
Mas você é incapaz de fazer a ligação entre a colheita do presente e as sementes do passado.
Pense um pouquinho...
E tente replantar as sementes que AINDA não germinaram; que ainda não foram totalmente cobertas pela terra. Sementes que você AINDA pode mudar... Plante boas sementes daqui pra frente. Pois as más você colhera! Não tenha dúvidas...












quarta-feira, 23 de junho de 2010

Chuvas de bênçãos...




Deus me fez próspero na terra da minha aflição. (Gn 41:52)

Caem as chuvas de verão. Da janela o poeta contempla a chuva. E as gotas caem, fustigando a terra. Mas o poeta vê, em suas imaginações, mais do que a chuva que cai ante os seus olhos. Ele vê os milhares de flores que em breve irão desabrochar, colorindo a terra e enchendo-a de perfume. E canta, em seus versos, que para ele não são gotas de chuva, que caem, mas miríades de flores e frutos.
Quem sabe se algum filho de Deus que está sendo açoitado agora, está dizendo em seu coração: “Ó Deus, está chovendo forte sobre mim esta noite.”
“Estão chovendo provas que parecem ir além da minha capacidade de suportar. A chuva do desapontamento é forte, destruindo todos os meus planos. O luto está caindo sobre a minha vida, fazendo meu coração temer e estremecer de tanto sofrimento. Sim, uma chuva de aflição está caindo sobre mim nestes dias…”
Entretanto, amigo, não é bem assim. O que há em sua vida não são chuvas de aflições e, sim, de bênçãos. Basta crermos na Palavra do Pai, e da chuva que nos açoita irão brotar chuvas espirituais de grande fragrância e beleza, que nunca havíamos conhecido, antes de passar pela tempestade ou pela disciplina de Deus.
Sempre vemos a chuva. Mas será que vemos também as flores? Nós sentimos a dor das provações, mas Deus vê a flor da fé que desabrocha na vida.
Nós nos retraímos ante o sofrimento. Deus, entretanto, vê a terna compaixão por outros sofredores, que está nascendo em nossa alma.
Sentimos o coração estremecer sob a dolorosa separação. Mas Deus considera o enriquecimento que a dor nos trouxe.
Não é aflição o que recai sobre o crente, mas brandura, compaixão, amor, paciência e mil outras flores e frutos, provenientes do Espírito de Deus, os quais estão trazendo à sua vida um enriquecimento que jamais a prosperidade e o conforto seriam capazes de proporcionar-lhe. –J. M. McC.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Depressão


Depressão é uma palavra freqüentemente usada para descrever nossos sentimentos. Todos se sentem "para baixo" de vez em quando, ou de alto astral às vezes e tais sentimentos são normais. A depressão, enquanto evento psiquiátrico é algo bastante diferente: é uma doença como outra qualquer que exige tratamento. Muitas pessoas pensam estar ajudando um amigo deprimido ao incentivarem ou mesmo cobrarem tentativas de reagir, distrair-se, de se divertir para superar os sentimentos negativos. Os amigos que agem dessa forma fazem mais mal do que bem, são incompreensivos e talvez até egoístas. O amigo que realmente quer ajudar procura ouvir quem se sente deprimido e no máximo aconselhar ou procurar um profissional quando percebe que o amigo deprimido não está só triste.
Uma boa comparação que podemos fazer para esclarecer as diferenças conceituais entre a depressão psiquiátrica e a depressão normal seria comparar com a diferença que há entre clima e tempo. O clima de uma região ordena como ela prossegue ao longo do ano por anos a fio. O tempo é a pequena variação que ocorre para o clima da região em questão. O clima tropical exclui incidência de neve. O clima polar exclui dias propícios a banho de sol. Nos climas tropical e polar haverá dias mais quentes, mais frios, mais calmos ou com tempestades, mas tudo dentro de uma determinada faixa de variação. O clima é o estado de humor e o tempo as variações que existem dentro dessa faixa. O paciente deprimido terá dias melhores ou piores assim como o não deprimido. Ambos terão suas tormentas e dias ensolarados, mas as tormentas de um, não se comparam às tormentas do outro, nem os dias de sol de um, se comparam com os dias de sol do outro. Existem semelhanças, mas a manifestação final é muito diferente. Uma pessoa no clima tropical ao ver uma foto de um dia de sol no pólo sul tem a impressão de que estava quente e que até se poderia tirar a roupa para se bronzear. Este tipo de engano é o mesmo que uma pessoa comete ao comparar as suas fases de baixo astral com a depressão psiquiátrica de um amigo. Ninguém sabe o que um deprimido sente, só ele mesmo e talvez quem tenha passado por isso. Nem o psiquiatra sabe: ele reconhece os sintomas e sabe tratar, mas isso não faz com que ele conheça os sentimentos e o sofrimento do seu paciente.


Como é?

Os sintomas da depressão são muito variados, indo desde as sensações de tristeza, passando pelos pensamentos negativos até as alterações da sensação corporal como dores e enjôos. Contudo para se fazer o diagnóstico é necessário um grupo de sintomas centrais:

Perda de energia ou interesse
Humor deprimido
Dificuldade de concentração
Alterações do apetite e do sono
Lentificação das atividades físicas e mentais
Sentimento de pesar ou fracasso

Os sintomas corporais mais comuns são sensação de desconforto no batimento cardíaco, constipação, dores de cabeça, dificuldades digestivas. Períodos de melhoria e piora são comuns, o que cria a falsa impressão de que se está melhorando sozinho quando durante alguns dias o paciente sente-se bem. Geralmente tudo se passa gradualmente, não necessariamente com todos os sintomas simultâneos, aliás, é difícil ver todos os sintomas juntos. Até que se faça o diagnóstico praticamente todas as pessoas possuem explicações para o que está acontecendo com elas, julgando sempre ser um problema passageiro.


Outros sintomas que podem vir associados aos sintomas centrais são:

Pessimismo
Dificuldade de tomar decisões
Dificuldade para começar a fazer suas tarefas
Irritabilidade ou impaciência
Inquietação
Achar que não vale a pena viver; desejo de morrer
Chorar à-toa
Dificuldade para chorar
Sensação de que nunca vai melhorar, desesperança...
Dificuldade de terminar as coisas que começou
Sentimento de pena de si mesmo
Persistência de pensamentos negativos
Queixas freqüentes
Sentimentos de culpa injustificáveis
Boca ressecada, constipação, perda de peso e apetite, insônia, perda do desejo sexual


Diferentes tipo de depressão

Basicamente existem as depressões monopolares (este não é um termo usado oficialmente) e a depressão bipolar (este termo é oficial). O transtorno afetivo bipolar se caracteriza pela alternância de fases deprimidas com maníacas, de exaltação, alegria ou irritação do humor. A depressão monopolar só tem fases depressivas.


A identificação da depressão

Para afirmarmos que o paciente está deprimido temos que afirmar que ele sente-se triste a maior parte do dia quase todos os dias, não tem tanto prazer ou interesse pelas atividades que apreciava, não consegue ficar parado e pelo contrário movimenta-se mais lentamente que o habitual. Passa a ter sentimentos inapropriados de desesperança desprezando-se como pessoa e até mesmo se culpando pela doença ou pelo problema dos outros, sentindo-se um peso morto na família. Com isso, apesar de ser uma doença potencialmente fatal, surgem pensamentos de suicídio. Esse quadro deve durar pelo menos duas semanas para que possamos dizer que o paciente está deprimido.




Fonte: http://www.psicosite.com.br/tra/hum/depressao.htm

terça-feira, 15 de junho de 2010


Não sou apenas mais uma na multidão, rompi meus limites e acreditei que tudo iria mudar, não olho para trás pois oque passou, passou! Sei que o melhor ainda está por vir! Eu sei que nada pode me impedir, pois o amor sem fim de Deus brilhou pra mim, clareou o meu viver!

Hoje sou dependente do Teu amor Jesus que me alcançou sem eu merecer, e me transformou! A vida é cheia de circunstancias e situações que não podemos evitar, eu admito que alguns dias podem ate roubar minha felicidade, mas eu ainda tenho alegria ; pois nada se compara com o brilho deste amor que tens por mim! Que tudo sofre, tudo espera, sem reclamar, e se algo vem de encontro tentando me derrubar você estende sua mãos e diz: - “ Estou aqui ” .

Sim eu tenho meus problemas, mas não tenho medo da escuridão, pois tenho a luz e sei que Jesus me AMA! .. E quando ninguém mas sabe como me sinto teu amor por mim é provado ser real! Quando ninguém mais se importa por onde tenho andado Você corre ate mim com suas mãos estendidas e me segura em Teus braços! SIM eu vivo fora dos padrões desse mundo, pois estes padrões não me levam a ABSOLUTAMENTE nada; pelo contrario só me fazem perder tempo, perder tempo de conhecer a verdade!

Sou dependente ..Dα grαçα,sou dependente do Teu αmor Jesus, pois tudo que tenho e o que sou esta nas Tuas mãos.
(Autor desconhecido)

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Fiel é o Senhor!




“Fiel é o Senhor” (1 Ts. 3:3)

Conheci certa vez uma mulher de cor que era muito pobre e ganhava a vida com trabalho árduo; no entanto, era uma crente sempre alegre. “Ah, Nacy”, disse-lhe certa vez uma outra senhora crente que parecia triste, “você pode estar alegre agora, mas acho que se você pensasse no futuro iria moderar um pouco esse seu entusiasmo”.
“E se de repente você tiver uma doença e não puder mais trabalhar; ou se os seus patrões mudarem de cidade e você não achar outro emprego; ou se...”
“Pare! Pare!” exclamou Nancy. “Eu não tenho nenhum se. O senhor é o meu pastor, e eu sei que nada me faltará. E olhe, querida”, disse ela à senhora, “são todos esses se, se, se, que a estão deixando tão infeliz. O melhor é deixar de lado todos eles e confiar somente no Senhor”.
Se pudermos crer e aceitar com simplicidade de fé o que a Bíblia nos afirma todos os “se” desaparecerão. Em Hebreus 13:5-6 está escrito: “Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as cousas que tendes; porque Ele tem dito: “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei”.

A águia que rasga as alturas não se inquieta e respeito de como atravessará o rio.

(Retirado do livro Mananciais no Deserto de Lettie Cowman)

Silêncios e Palavras - Pe. Fábio de Melo

Mesmo sendo evangélica tenho me encantado com as palavras deste homem de Deus. Não julguem! Ele tem sido luz na vida de milhares e é este o desejo de Jesus Cristo para as nossas vidas. Sejamos luz onde há trevas!

Que o ministério (é assim tb na igreja católica?) dele seja abençoado. Ele está pregando o evangelho.

Não deixem de ouvir só porque é de uma denominação diferente da sua.

Colha o que Deus tem de bom para a sua vida!

terça-feira, 8 de junho de 2010

Casamento não é mágica - Pe. Fábio de Melo

Vença o mundo!


Tudo o que é nascido de Deus vence o mundo: e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. (1 Jó 5:4)

Em cada curva do caminho podemos encontrar uma dificuldade que nos tire a vitória e a paz de espírito, se assim permitirmos. Satanás ainda não desistiu da sua intenção de enganar e arruinar os filhos de Deus, sempre que pode. A cada quilômetro da jornada é bom olharmos o termômetro da nossa experiência para verificarmos se a temperatura mantêm-se alta.
Qualquer pessoa poderá, se quiser, arrebatar a vitória aos próprios dentes da derrota. Basta apenas erguer resolutamente a bandeira da fé no momento exato.
Pela fé qualquer situação pode ser mudada. Não importa quão negra ela possa parecer; basta erguer o coração a Deus pela fé, e num momento tudo se alterará.
Deus ainda está em Seu trono, e num segundo pode transformar a derrota em vitória, se confiarmos nEle.

_Porquê você diz que a fé pode mudar situações?
_É que a fé olha pra deus, e crendo nEle, descansa. E se eu descanso, Ele opera e tem todo o campo livre para trazer as soluções.

Quando uma pessoa tem fé, não recua; faz parar o inimigo onde o encontra. – Marshal Foch


(Extraído do livro Mananciais no deserto" de Lettie Cowman)

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Ausência...




Quem somos?
O que somos?
Em que nos tornamos diante do caos da morte?
Qual o sentido da existência humana?
A vida é tão vasta e tão efêmera, tão complexa e tão frágil... Ao longo dos anos vamos perdendo a sensibilidade, obstruindo a capacidade de perguntar e de procurar respostas. Sufocamos nossos conflitos, nos tornamos técnicos da vida. Os sonhos são dilacerados e a paixão pela vida esmagada! O sonho de nos tornarmos heróis da vida recebe um duro golpe a cada dia mal vivido. Por dentro os seres humanos são mais iguais do que imaginam.
Não desenvolvemos habilidades para lidar com o território da emoção.
Não conseguimos elaborar o turbilhão de pensamentos que transitam no anfiteatro de nossas mentes. Deixamos de sonhar, amar, chorar, ter amigos, construir uma história... Como penetraremos no corpo de alguém sem saber nada sobre sua personalidade? Como a amaremos e como faremos com que ela sinta o amor que lhe oferecemos? Como viver uma vida e construir uma história ao lado de quem não mostra sua verdadeira identidade, de quem se esconde de si mesmo nas profundezas do seu ser?
Instantaneamente a pessoa mais apaixonante do mundo se torna o maior carrasco da humanidade. Começo a entender que a dor e o riso, a loucura e a sanidade estão muito próximos. E o homem que se esconde atrás de uma falsa personalidade se assemelha a um livro sem histórias, sem letras... Ninguém pode ser outra pessoa a vida inteira. Assim como os felinos, em algum momento ele mostra as suas garras, coloca sua personalidade para fora. Não suporta sua própria mentira, o seu cárcere (criado por ele mesmo) lhe sufoca.
Neste exato momento seu falso eu morre.
E quase sempre estas pessoas partem...
Deixam o luto naqueles que amavam o seu primeiro eu. A sua primeira personalidade. Só cabe aos que foram deixados para trás terem a convicção de que toda e qualquer pessoa morre. O velório acontece, mas nós só enterramos o defunto quando nós queremos, do contrário vamos colocando formol para nos enganarmos, porque nos convém, porque temos esperança que o morto reviva. A pior parte é o enterro, é quando temos a nítida certeza de que tudo acabou.
Precisamos nos preparar e tirar pouco a pouco o nosso luto... Devemos começar pelos sapatos e ir adiante, etapa por etapa.
Quando menos esperamos, enterramos de vez! Não há problema algum em colocar uma flor em cima do caixão para simbolizar os momentos bons passados juntos, mas enterre! Cabe a nós colocar a terra por cima.
Aos poucos o vazio da ausência se dissipará. Nada como um dia após o outro e uma seqüência de dias na “escuridão”. Com o tempo a luz volta a brilhar!
Lembre-se, as pessoas só fazem conosco aquilo que nós permitimos que elas façam – nada além disso.
A sua vida, a sua felicidade só depende vc!!!
Vc existe e respira sem auxílio de ninguém.

Sabedoria


Tiago 1:2-12

“Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes. Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma cousa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos. O irmão, porém, de condição humilde glorie-se na sua dignidade, e o rico, na sua insignificância, porque ele passará como a flor da erva. Porque o sol se levanta com seu ardente calor, e a erva seca, e a sua flor cai, e desaparece a formosura do seu aspecto; assim também se murchará o rico em seus caminhos. Bem aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam”.

Peça pra Deus te dar sabedoria. Ele é o professor dos professores. Ele é o Deus do impossível. É Ele quem nos capacita, renova nossas forças e nos faz caminhar em segurança. Se existe algo em nossas vidas que nos exige capacitação e sabedoria, devemos esperar de Deus. Pois Ele nos guarda na palma de Suas grandes mãos. Atente seus ouvidos para ouvir Sua poderosa voz. Não dê ouvidos a pessoas com tendências negativas ou pessimistas porque elas tiram de você seus sonhos e desejos mais maravilhosos! Aqueles que o Senhor colocou no seu coração. Sempre se lembre do poder das palavras. Porque tudo o que você falar, ouvir e ler irá afetar suas ações. Portanto: seja sempre POSITIVO! E acima de tudo: SEJA SURDO QUANDO AS PESSOAS DIZEM QUE VOCÊ NÃO PODE REALIZAR SEUS SONHOS. Sempre pense: “TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE”!


(Raquel Di Camargo)


“Quem pode conhecer a mente do SENHOR? Quem é capaz de lhe dar conselhos? Quem lhe deu lições ou ensinamentos? Quem lhe ensinou a julgar com justiça ou quis fazê-lo aprender mais coisas ou procurou lhe mostrar como ser sábio?Pois pela graça é que sois salvos mediante a fé; e isto não vem de vós, é o dom de Deus,” - Isaías 40:13 e 14

A sabedoria de Deus é a capacidade sobrenatural existente em Deus de reunir seus atributos de tal maneira que realiza o seu propósito predeterminado da melhor maneira possível. Esta capacidade é de fato especial pois Ele é o único que pode fazer isso.

Quando falamos de sabedoria estamos falando muito mais do que conhecimento. O muito conhecer não é ter sabedoria e sim saber como lidar com o conhecimento, isso sim é sabedoria.

“Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!” Romanos 11:33-36

Ninguém é mais sábio que DEUS

Este texto resumi muita coisa pois, ninguém é mais sábio que Deus. Qual triste é quando vemos uma pessoa que por ter muito conhecimento se acha sábio e pode cair no erro de achar que tudo deve acontecer por meio desta pessoa, para esta pessoa, achando que tudo deve ser para ela. Pois que fique em claro: Ninguém é mais sábio que Deus!

A Sabedoria de Deus é única pois é: reveladora, que ordena e detalhada.

A Sabedoria de Deus é Evidente

Na criação – Salmos 104:24

Na salvação – 1 Coríntios 1:19-29

Em Jesus Cristo – Colossenses 2:3 / 1 Coríntios 1:30

Na Igreja – Efésios 3:8-11

A Sabedoria de Deus e a Sabedoria do Mundo

A uma grande diferença entre a sabedoria de Deus e a sabedoria do mundo e Tiago relata isto muito bem. Ser sábio biblicamente não significa necessariamente ser culto e ser capaz de armazenar muitos conhecimentos. Por isso, quando precisar de conselho não vá necessariamente a pessoa mais culta que você conhece. Poderá neste caso encontrar apenas uma “ignorância sofisticada”. A pessoa mais culta nem sempre é a mais sábia. A sabedoria de Deus é andar e não falar. Veja Tiago

“Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre, pelo seu bom trato, as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas, se tendes amarga inveja e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque, onde há inveja e espírito faccioso, aí há perturbação e toda obra perversa. Mas a sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura, depois, pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia.” – Tiago 3:13-17

Ou seja, visivelmente diferente da análise humana que muitas vezes é feita para diagnosticar uma pessoa sábia. E mais, assim como há sabedoria celestial há também a sabedoria infernal (diabólica). Esta sabedoria (infernal) tem resultados visíveis: ambição invejosa e egoísta. Ela se promove, destruindo as outras pessoas para poder subir. É orgulhosa e enganadora produzindo divisão ao invés de união.

A sabedoria que vem de Deus é pacífica e produz união. É moderada, tratável (pronta à ouvir instrução), cheia de misericórdia e de bons frutos (oferecendo ajuda prática aos outros) é imparcial e sem hipocrisia (mascarada).

Se você tem tomado os caminho errado com relação ao entendimento sobre o que é sabedoria, admita o erro e volte seus olhos a Deus pois do alto vem toda sabedoria…

Celso Bertoni (http://venhaoteureino.wordpress.com)

quarta-feira, 2 de junho de 2010

A história de Tamar

Tamar foi enganada por seu irmão Amnon que forjou uma situação e lhe atraiu para sua recamara. E ao estar dentro de recamara de um príncipe, Tamar não teve escolhas e nem como se defender - acabou sendo violentada (por seu irmão). Viu sua pureza ir embora, foi ofendida, humilhada, teve suas vestes rasgadas, sua honra devastada, foi abandonada, reduzida a pó, considerada lixo humano. Em uma fração de segundos deixou de ser a mulher mais desejada do mundo (pelo príncipe) e passou a ser a mais desprezível e indesejada. Como se fosse possível perder seus valores e caráter, toda a sua história, toda uma reputação simplesmente porque um único homem, através de uma atitude extremamente egoísta (que atendeu somente aos desejos de sua carne), impôs os seus desejos e criou uma (falsa) verdade.
Mas Deus já havia escolhido Tamar.
E se hoje alguma coisa te faz identificar com esta história, saiba que o Senhor tem para cada Tamar uma restauração.
Para cada Tamar um recomeço.
Para cada Tamar honra.
Para cada Tamar perdão.
Ele traz um novo manto, uma nova coroa.
Deus faz assim: usa as pessoas...
Olha, Tamar! Alguém trouxe de volta as suas jóias. Deus trouxe de volta a sua honra. Olha para cima, Tamar – para sua coroa não cair.
A gente às vezes fica nesta posição: Deus está nos devolvendo, nos levantando, e a gente continua olhando pro chão.
Aquele manto rasgado, Tamar – não mais!
Toma posse da sua nova história, Tamar!
Porque Deus é aquele que restitui tudo o que a violência te roubou.
Uma nova vida, uma nova história...
E mais uma mulher curada como você!

(escrito por mim – baseado no DVD Cura-me da Fernanda Brum)


terça-feira, 1 de junho de 2010

Os Sonhos Voltaram...



Os Sonhos Voltaram
Ludmila Ferber
Composição: Ludmila Ferber
Você, aflita e arrojada
Alma cansada, desamparada
Você de espírito abatido
Que sabe o que é depressão
Que já sofreu rejeição
O Senhor te chamou
Será que você pode ouvir
Os dias da tua humilhação
Estão chegando ao fim
De agora em diante não se viverá
Daquelas migalhas que caem no chão
É hoje o começo de um novo tempo de cura e restituição

Refrão:
Os sonhos voltaram
Os sonhos voltaram. (Eu sinto)
Os sonhos voltaram. (Sobre a minha vida)
Os sonhos voltaram. (Voltaram)

Você, aflita e arrojada
Alma cansada, desamparada
Você de espírito abatido
Que sabe o que é depressão
Que já sofreu rejeição
O Senhor te chamou
Será que você pode ouvir
Os dias da tua humilhação
Estão chegando ao fim
De agora em diante não se viverá
Daquelas migalhas que caem no chão
É hoje o começo de um novo tempo de cura e restituição

Refrão:
Os sonhos voltaram.
Os sonhos voltaram. (Eu sei, eu sinto, eu sei)
Os sonhos voltaram. (Voltaram, voltaram)
Os sonhos voltaram. (Eu te digo, eu profetizo, eu sei...)
Esse é o tempo sobre a tua vida

De agora em diante não se viverá
Daquelas migalhas que caem no chão
É hoje o começo de um novo tempo de cura e restituição

Os sonhos voltaram.
Os sonhos voltaram. (Voltaram, voltaram)
Os sonhos voltaram; Os Sonhos de Deus,
(Sobre a tua vida) a capacidade de sonhar voltou
Os sonhos voltaram, os sonhos voltaram
Os sonhos voltaram, os sonhos voltaram
Os sonhos voltaram
(Volte a sorrir, volte a cantar
Porque os sonhos voltaram.)